CNIT 2019

MIRANDA DO DOURO

13 e 14 de Dezembro

Património(s) e Identidade

Reflexões para um Turismo com futuro

 

CARTA DE BOAS-VINDAS | Congresso Nacional de Informação Turística-CNIT 2019

Em representação da comissão organizadora do Congresso Nacional de Informação TurísticaCNIT, é com verdadeiro prazer que anuncio a 5ª edição deste evento, que se realizará no Auditório Municipal de Miranda do Douro, nos dias 13 e 14 de Dezembro, em parceria com a Câmara Municipal de Miranda do Douro, na pessoa do seu presidente Dr. Artur Nunes.

O CNIT2019 associa-se deste modo às comemorações dos 20 anos da elevação do Mirandês a segunda língua oficial de Portugal, que coincidiu com a declaração pela UNESCO da importância da consciencialização de preservar, revitalizar e promover as línguas indígenas no mundo. 2019 é, assim, o Ano Internacional das Línguas Indígenas (International Year of Indigenous languages – IYIL2019). Não sendo o caso específico do Mirandês, aplica-se o conceito na essência: é imperativo a preservação desta língua como património identitário.

O tema do V CNIT, Património(s) e identidade, reflexões para um turismo com Futuro, releva o acima enunciado. A identidade é potenciadora da actividade turística e o(s) património(s) existe(m) para além dos polos de atracção ditos tradicionais. É necessário conhece-lo(s) para que a sua divulgação seja eficaz. É este o papel dos profissionais de informação turística certificados: conhecer, interpretar e promover a cultura portuguesa, em todas as suas variações e cambiantes, gerando uma prática do turismo verdadeiramente sustentável e factor de valorização, desenvolvimento e aproximação dos povos.

Pretende-se com o programa académico abordar a língua mirandesa e a singularidade da região do Planalto Transmontano. Não deixaremos, no entanto, de incorporar nos trabalhos visitas temáticas e demonstrações culturais várias, dedicados à história e tradições, bem assim como apontamentos do património natural e da gastronomia de excelência.

Estamos cientes de que os profissionais de informação turística oferecem um contributo indispensável para o sucesso do turismo e para a economia nacional e regional, que não deve ser secundarizado. Precisamos, porém, que esse contributo seja melhor compreendido e reconhecido por aqueles que estão fora da profissão. É com este objectivo em mente que as comissões (organizadora e científica) envidarão todos os esforços para que o V CNIT seja um sucesso. Não descuraremos também um aspecto sempre tão apreciado, de confraternização, socialização e encontro de colegas e amigos.

Com os nossos agradecimentos,

Cristina Leal

 

 

V CONGRESSO NACIONAL DE INFORMAÇÃO TURÍSTICA

Património(s) e Identidade

Reflexões para um Turismo com futuro

13 e 14 Dezembro 2019

Miranda do Douro

As inscrições para a 5ª edição do CNIT encontram-se esgotadas. As inscrições feitas após as 21h30 de hoje (24 de Junho) ficarão em lista de espera na eventualidade de alguma desistência.

– 1 de Junho: início da inscrição Early-Bird

–  Modalidade “Pacote CNIT”: 12 a 15 de Dezembro, inclui a inscrição no CNIT, tours de pré e pós-CNIT, alojamento e pequeno-almoço em quarto duplo partilhado, 2 jantares e 1 almoço, transporte Lisboa/Miranda D./Lisboa;

– Modalidade “Pacote Congresso”, dias 13 e 14 de Dezembro: inclui a inscrição no CNIT, documentação, coffee-breaks, 1 almoço e 1 jantar

Mais informações aqui

Programa

A anunciar em breve

ORADORES

Ana Paula Rebelo Correia

Comunicação: A Iconografia do Menino Jesus: fontes, diversidade e particularidades. O Menino Jesus da Cartolinha

Ana Paula Rebelo Correia, é Doutorada em História da Arte pela Université Catholique de Louvain (Bélgica), onde fez igualmente a Agregação em Metodologia das Artes Plásticas. Tem-se dedicado ao estudo da leitura da obra de arte nas vertentes da estética e da iconografia, com particular destaque para o estudo da iconografia no património integrado (azulejo, estuque, pintura) dos séculos XVII e XVIII. Organizadora de inúmeros cursos livres e palestras sobre iconografia e pintura europeia, tem vários estudos publicados sobre iconografia. 

É investigadora independente, docente de História e Cultura das Artes, Membro do Conselho Cultural da Fundação Casas de Fronteira e Alorna, membro do Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (ARTIS – FLUL), e Consultora Científica para a Coleção de Pintura do NOVO BANCO.


Raquel Afonso

Comunicação: O “Património” Natural como factor de desenvolvimento turístico do território 

Raquel Afonso nasceu em  Macedo de Cavaleiros, em 1975 é licenciada em Biologia e Geologia (Universidade do Minho) e detentora de título de Suficiência investigadora na área da Ecologia no âmbito do Doutoramento em “Manejo y Conservación de los Recursos Naturales- aplicación a la Géstion Ambiental ” ( Universidade de Salamanca) . Iniciou a atividade profissional em 2001 como professora de Biologia e Geologia,  do ensino secundário que foi complementando até 2009 com o exercício de funções como formadora e coordenadora de ações de formação enquadradas  no Programa Agro. De 2009 a 2017 dedicou-se  ao Turismo da Natureza , tendo exercido funções de monitora/guia no cruzeiro Ambiental,Coordenadora de Educação Ambiental e técnica  responsável pela implementação de projetos de conservação de espécies faunísticas, no Centro de Turismo Ambiental Luso Espanhol . Atualmente, exerce funções como Técnica Superior em Biologia no Município de Miranda do Douro. 

Apoios e Patrocínios

A anunciar